11/01/2013

Buíque(PE): Mãe e filhos são mortos a pauladas enquanto dormiam



Foto do principal acusado
(Foto: Blog de Adielson Galvão)


A manhã desta quarta-feira (09) foi de terror na cidade de Buíque, localizada no Agreste de Pernambuco. A agricultora Maria Betânia da Silva Caetano, 23 anos, e os dois dois filhos dela, de 3 e 5 anos, foram assassinados a pauladas dentro de casa, na avenida Jonas Campelo, no centro do município. O crime chocou a cidade e movimentou a polícia que passou o dia em busca do suspeito, identificado como Jordelino da Silva Lima, 19 anos, vulgo Jojó.
As primeiras informações repassadas pela polícia são de que o motivo do triplo homicídio esteja ligado ao furto de um botijão de gás da residência da mulher. O suspeito teria levado o objeto há mais de uma semana e a agricultora prometeu que iria denunciá-lo para a polícia. O suspeito ainda não foi capturado.
Os vizinhos contaram que há algumas semanas ele furtou o botijão de gás e foi surpreendido pela agricultora que o ameaçou. “Ela disse que se ele não devolvesse ou desse o dinheiro pelo botijão iria prestar queixa. Ele, por sua vez, a ameaçou de morte e de também matar seus dois filhos, se ela o denunciasse. Mas ela não procurou a delegacia”, contou o policial civil.

Segundo testemunhas, a antipatia dos dois durou alguns dias até que na noite de anteontem Jordelino da Silva estava bebendo com dois outros homens em um bar e passou várias vezes pela frente da casa da família. “Testemunhas contaram que na madrugada escutaram batidas na porta da residência e a voz dele. Depois, ruídos como uma pessoa correndo”, comentou Ivaldo Pessoa sobre os relatos. O cenário da tragédia só foi descoberto na manhã desta quarta-feira.


Maria Betânia e os dois filhos, uma menina e um menino, estavam estirados em um colchão na sala. Todos apresentavam ferimentos de pauladas na cabeça. “As crianças estavam dormindo e não tiveram nem chance de reação. Pelo que podemos perceber no local, a mãe foi morta no quarto e teve seu corpo arrastado para a sala onde foi deixada perto dos filhos”, contou o comissário Ivaldo Pessoa. A arma usada no crime foi um pedaço de madeira com cerca de um metro e que já deveria estar na casa.
Ainda pela manhã começaram as buscas pelo suspeito, que teria fugido para o município vizinho de Arcoverde, já no Sertão do Estado. De acordo com a Polícia Militar, Jojó passou pela casa de um amigo no bairro Boa Esperança e fugiu novamente. Os dois homens que bebiam com ele no bar na noite anterior foram detidos e levados a delegacia municipal, mas em seguida liberados. “Averiguamos que eles não tinham participação com o crime”, concluiu o comissário.
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...
,